Tapete

Tapete

domingo, 29 de agosto de 2010

EXEMPLO DE PLANEJAMENTO DE AULA DE HISTÓRIA E GEOGRAFIA

CONTEÚDOS: O tempo e o espaço.
MATERIAL NECESSÁRIO: Giz, lápis, régua, planta de edifícios e quadro.
TEMPO ESTIMADO: 30 min.

OBJETIVOS:
• Reconhecer as características básicas do bairro em que vive e do trajeto entre sua casa e a escola;
• Representar diferentes situações do cotidiano construindo noções de espaço;
• Conhecer as noções básicas dos referenciais de localização, orientação e distância;
• Reconhecer as características básicas do bairro em que vive e do trajeto entre sua casa e a escola;
• Representar diferentes situações do cotidiano construindo noções de espaço;
• Conhecer as noções básicas dos referenciais de localização, orientação e distância;
• Modo de vida
• Espaço humano e paisagem local

DESENVOLVIMENTO:
1º etapa: Iremos fazer a roda de conversa para descobrir o que os alunos já sabem.
2º etapa: leitura do texto:
O Modo De Vida No Meu Bairro Ou Na Minha Cidade
Introdução
Depois que uma criança faz, digamos, 5 ou 6 anos, se ela ainda não vai à escola, deve ir. Em nossa sociedade, trata-se de um direito da criança e uma obrigação dos pais ou dos adultos responsáveis. O trabalho infantil é proibido. Um jovem com mais de 18 anos, se ainda não estiver estudando, deverá procurar um emprego e deverá se inserir no processo produtivo de nossa sociedade. Por vezes, mesmo ainda estudando, nessa época de sua vida, ele também trabalhará.

A vida, para nós, segue um rumo conhecido: na idade adulta as pessoas poderão constituir famílias ou não. Em geral constituem-na e continuam mantendo relações com a sua família de origem (pais, irmãos, tios, primos, avós). Onde as pessoas trabalharão? Há muitas possibilidades, mas em geral procuramos empregos em empresas que possuem donos, que, por sua vez, ao contratar um trabalhador, devem respeitar leis. Trabalhadores recebem salários sustentam suas vidas, pagam aluguel ou compram casas, compram alimentos, sustentam seus filhos etc.

Vivemos a maioria de nós, em cidades, em países que possuem governantes, que decidem e realizam ações que interferem na vida social e econômica.

Em sociedades democráticas, esses governantes foram eleitos para fazer o que fazem, desde que dentro das leis, dentro de regras.

Leis, regras, direitos, obrigações, rumos de vida, passagem da vida infantil e da adolescência para a idade adulta, a busca do emprego, as formas de sustentação material, o processo produtivo, o patrão que emprega e obtém lucros, a ação do Estado... Em nosso mundo, o funcionamento disso tudo segue um certo padrão, que se reproduz ao longo do tempo. Mas será que era assim há 200 anos? Será que é assim em todas as partes do mundo, com todos os povos? Não, não era e não é sempre assim! Nós somos assim, esse é o nosso modo de vida, o modo de vida das sociedades contemporâneas, o modo de vida dominante no Brasil, que não necessariamente está presente em todo o território. Será que podemos construir uma descrição do modo de vida presente em nossas vidas a partir de elementos que a paisagem local de um bairro de nossa cidade apresenta? É justamente isso que será explorado nesta seqüência.

Atividade:
Lembrando de sua casa:
Você vai procurar lembrar-se da casa onde você mora. DESENHE a frente, os lados e dentro da casa.

Agora, explique o que desenhou a seus colegas de grupo.

4º etapa: TAREFA PARA CASA:
Atividade

MINHA CASA – MINHA HISTÓRIA

Pergunte a seus pais, tios, avós ou outras pessoas da família sobre sua casa. Sempre foi assim? Fizeram algum tipo de reforma? Nesse caso, por quê?

ESCREVA ou DESENHE abaixo o que seus pais e pessoas com quem você conversou contaram. Anote o que disseram para lembrar-se na hora de contar para a classe:

ESCREVA ou DESENHE como era sua casa antes e como é hoje ou conte um pouco da sua história desenhando ou escrevendo sobre as casas onde você já morou.

AVALIAÇÃO:
• Identificar o trajeto entre sua casa e a escola apontando aspectos inerentes ao espaço percorrido;
• Representar diferentes situações do cotidiano construindo noções de espaço;

Jogos de Matemática

JOGO BARALHO DE OVOS

Material:
• 12 cartas com ovos inteiros ou quebrados desenhados (cartolina ou papelão);
• 54 ovos, sendo 12 para cada jogador e 06 colocados na cesta no começo do jogo;
• Uma cesta para os ovos.

Objetivo:
O objetivo do jogo Baralho dos ovos é fazer com que os alunos aprendam adição e subtração.

Número de Participantes: 04

Regras:
As cartas são colocadas com as figuras para baixo e cada participante, na sua vez, sorteia uma carta. Se, por exemplo, o primeiro jogador sorteia uma carta que tiver 4 ovos inteiros, ele coloca 4 ovos na cesta, mas, se tirar 4 ovos quebrados, deve retirar 4 ovos da cesta. Quando a jogada não for possível, passar a vez;
O vencedor será quem ficar sem ovos na mão.

Retirado do Livro Didático de:
AZEVEDO, Maria Verônica Rezende de. Matemática através dos jogos. São Paulo: Atual, 1994.

VOCÊ APRENDE

Jogos para não alfabetizados

BINGO DE LETRAS

Objetivo:
O objetivo deste jogo é o reconhecimento das letras do alfabeto.

Organização para o jogo:
Individual. Número de jogadores variável

Regra do jogo:
Distribua as cartelas do bingo. Cada aluno escolhe, dentre suas letras móveis, 11 para colocar nas “casas” da cartela. Veja se os alunos conhecem bingo; a novidade deste é que cada um “monta” sua própria cartela.
Providencie um alfabeto em tamanho que possa ver visto pela classe ou pelo grupo (podem ser as letras dos cartezetes) e coloque numa caixa ou saquinho; vá retirando uma letra de cada vez, dizendo seu nome e mostrando-a a todos; os alunos que tiverem aquela letra na cartela põem um marcador sobre ela. Ganha a rodada quem primeiro marcar todas as letras de sua cartela. Aquele que primeiro preencher sua cartela com marcadores grita “Bingo!” e ganha o jogo.

Recursos necessários:
Cartelas de bingo, letras móveis, marcadores (grão de feijão ou tampinha), alfabeto em tamanho grande.

Declaração aos meus amigos

Ces são o colírio do me ôiu.
São o chiclete garrado na minha carça dins.
São a maionese do meu pão.
O limão da minha caipirinha.
O rechei do meu biscoito.
A masstumate do meu macarrão.
A pincumel do meu buteco.

Nossinhora!
Gosto domais da conta docêis, uai.

Ces são tamém.
O videperfume da minha pintiadêra.
O dentifriço da minha iscovdidente.

Ôiproceisvê,
Quem tem amigos assim, tem um tirôsu!

Eu guárdesse tisouro, com todo carinho,
Do lado esquerdupeito!!!
Dentro do meu coração!!!

AMOOCÊIS PADANÁ!!!
Bejim e inté.

Follow by Email